quinta-feira, 30 de junho de 2011



íamos nós a caminho da casa de férias, lá para o lado da serra, mas não tínhamos a certeza porque lado era o centro, então o meu pai encosta o carro, onde vai a passar uma senhora de inchada ás costas, daquelas todas 'labregas' que bem se vê que vai a caminho de mais um trabalhito, e quando se vai para dirigir a ela, que já está toda atrapalhada, diz:
pai: olhe desculpe, pode dizer-me para que lado é o centro, sff.
senhora: xim, xim, vai bem. vá xempre enfrente até encontrar uma retundazita, xim vai bem.
pai: muito obrigado, bom dia.
e recomeçando a viagem, claro que não fui capaz de deixar de comentar o sotaque da senhora.
eu: AHAH, viram aquele sotaque? estava com uma vontade de me rir à frente da senhora!
e a minha mãe, meia traumatizada:
mãe: repararam? andou a fazer o bigode com gilete, foi queixo e tudo.
e nisto soltamos todos uma grande gargalhada, como se fossemos maluquinhos!


p.s: não tenho nada contra o sotaque, nem quanto ao aspecto da senhora.

4 comentários: