quarta-feira, 30 de novembro de 2011


eu preciso de me aguentar. eu sei que preciso, que tenho, e que consigo, mas (...) quando as coisas vêm de novo à lembrança, quando voltam à cabeça, o coração não aguenta. e o meu não é excepção. e acreditem ele é forte. só chora por duas coisas: por tudo, e por nada. continua aguentar-te pequenino, eu sei que conseguimos superar tudo isto!

2 comentários: