terça-feira, 8 de maio de 2012

dear, dê.


não diria melhor. não que tivesse grandes expectativas, grandes planos, ou grandes ambições contigo. mas pensei que seria diferente, pelos vistos enganei-me.
já reparas-te que não nos cruzamos, não estamos juntos, não trocamos os nossos sorrisos, os nossos olhares que não passam despercebidos, que 
não falamos desde sexta, dê? ou nem isso reparas-te? nem isso te preocupa? isso não te ocupou o pensamento nem por 1 segundo? não te tirou o sono, nem te fez sequer pensar duas vezes no assunto? pois não, mas eu não me quero preocupar muito com isso, nem vou dar muita importância, não que isso não me deixe triste, não me revolte ou não me atinja, mas vou apenas esperar para ver. porque afinal de contas, o tempo sabe mais do que nós possamos imaginar.

4 comentários:

  1. obrigada por seguires o meu blog querida, e volta sempre que quiseres, sim? <3

    ResponderEliminar
  2. felizmente!
    partiu-me tanto o coração ler este texto :s

    ResponderEliminar
  3. identifiquei-me muito ao meu "eu" de antigamente :s

    ResponderEliminar